A base de toda a vida

O mistério da vida tem intrigado os seres humanos desde os tempos mais remotos.
Acaso ou desígnio divino?
Criacionismo ou evolucionismo?
Não importa qual seja a corrente de pensamento, há algo que todos concordam: sem química, não haveria vida.
Comece do princípio. O hidrogênio (H) é o elemento químico mais abundante do universo. Estima-se que ele constitua 75% da massa de toda a matéria. O hélio (He), formado no processo de fusão do hidrogênio nas estrelas, constitui 23% da massa do universo visível. Esses dois elementos, sozinhos, representam 98% de toda a massa do universo.
O hidrogênio e o hélio, em virtude da reação nuclear nas estrelas, dão origem a outros elementos químicos, como o carbono (C), indispensável à existência da vida, animal ou vegetal.
Comece do princípio. O hidrogênio (H) é o elemento químico mais abundante do universo. Estima-se que ele constitua 75% da massa de toda a matéria. O hélio (He), formado no processo de fusão do hidrogênio nas estrelas, constitui 23% da massa do universo visível. Esses dois elementos, sozinhos, representam 98% de toda a massa do universo.