A Química da Cor

A exclamação de Gagarin é reveladora do fascínio que a cor exerce sobre a humanidade. A cor mexe com as nossas emoções, dá nova dimensão aos objetos, modifica espaços, altera formas. O azul visto por Gagarin, sabemos, é resultado da refração da luz solar, um fenômeno natural. Contudo, muito do azul – e também das muitas outras cores que enxergamos – tem sua origem na Química.
A exclamação de Gagarin é reveladora do fascínio que a cor exerce sobre a humanidade. A cor mexe com as nossas emoções, dá nova dimensão aos objetos, modifica espaços, altera formas. O azul visto por Gagarin, sabemos, é resultado da refração da luz solar, um fenômeno natural. Contudo, muito do azul – e também das muitas outras cores que enxergamos – tem sua origem na Química.
Foi por meio da Química que o homem conseguiu reproduzir os magníficos tons e cores gerados pela natureza, além de criar novas e infinitas tonalidades. O processo de síntese para a produção de corantes e pigmentos foi desenvolvido no século XIX. A principal diferença entre pigmentos e corantes está na solubilidade: os pigmentos são insolúveis e os corantes são solúveis.
Antes dessa inovação, o homem utilizava minérios, como os óxidos de ferro e de manganês, ou extratos vegetais para dar cor a artigos e objetos, o que limitava muito a produção e a criatividade dos artistas.
As mais importantes categorias de pigmentos são os orgânicos e os pigmentos óxidos de ferro.
Os pigmentos são aplicados em todos os tipos de substratos, dando cor aos produtos. Eles estão presentes em tintas e vernizes, plásticos, embalagens, fibras sintéticas, impressões gráficas, tecidos, couros, na área farmacêutica e na indústria alimentícia, entre muitas outras.
Há milhares de corantes e pigmentos químicos. Alguns têm nomes bem difíceis de pronunciar, como o tetrabromofluoresceína, utilizado para colorir líquidos em geral. Mas a complexidade dos nomes químicos é uma outra questão. É mais simples e poético utilizar um nome popular. Imaginem se Gagarin tivesse dito: “A terra tem a tonalidade do 1-(2-hidroxietilamino) 4-metilaminoantraquinona”?
Azul é bem melhor.

Comments are closed.