A Química das Matérias-Primas Renováveis

A história da fabricação no Brasil de produtos químicos a partir de matérias-primas renováveis é antiga. No início dos anos 1.500, os portugueses descobriram que do pau-brasil ( ) poderia ser obtido um corante de cor avermelhada, que era usado pelos nativos para tingir penas. O corante, extraído por processo de infusão da madeira, foi muito utilizado na Europa para o tingimento de tecidos. Ao longo do tempo, muitos outros produtos químicos passaram a ser obtidos a partir de matérias-primas renováveis.
Cana-de-açúcar: O etanol produzido a partir da cana-de-açucar é utilizado para a fabricação de diversos produtos, como ácido acético, aldeído acético e eteno, matéria-prima para a produção de polietileno. A partir do açúcar, é obtido, por meio de processos biotecnológicos, o farneseno, usado nas indústrias de lubrificantes e cosméticos. Há diversos outros produtos em desenvolvimento que têm a cana-de-açúcar como matéria-prima.
Goma-resina: É extraída do pinus. Com a goma-resina são fabricados produtos como a colofônia (breu) e a terebintina, matérias-primas para produtos utilizados em diversos segmentos, como cosméticos, adesivos, medicamentos e tintas.
Óleo de palma: A partir do óleo de palma são gerados diversos produtos químicos, como álcoois graxos, usados, por exemplo, em cosméticos, detergentes, tintas e vernizes, e ésteres de ácidos graxos, utilizados nas indústrias de cosméticos, couro e detergentes. O óleo de palma é também usado na produção de biocombustível.
Acácia-negra: O tanino obtido da acácia-negra tem como principais aplicações as indústrias do couro, colas, tratamento de água e efluentes.

Lã do carneiro: A lanolina, que tem como principais aplicações as indústrias de cosméticos, farmacêutica e de tintas e vernizes, é obtida da limpeza da lã dos carneiros.

Laranja: Da casca da laranja é extraído o limoneno, com aplicações nas indústrias de fragrâncias, tintas, farmacêutica e alimentícia, além de óleos essenciais usados na produção de bolos, balas, licores, perfumes e sabonetes.
Cajú: Do óleo extraído do cajú são produzidas resinas resistentes à abrasão utilizadas na indústria automotiva.

Eucalipto: Das folhas é extraído um óleo essencial e derivados que são utilizados pelas indústria de cosméticos, tintas e vernizes, produtos de limpeza e outros.

Comments are closed.