A química do bom dia

Bom-dia! Hora de começar uma nova jornada. Nesse momento, nada como um lento espreguiçar, algumas flexões e uma chuveirada para ganhar energia. Na hora do banho, você terá uma importante companhia: a Química. Ela estará presente no sabonete, essencial para a higiene corporal; no shampoo e no condicionador, que fazem a limpeza e tornam seus cabelos mais bonitos e fáceis de pentear; e nas embalagens desses produtos, fabricadas em polipropileno (PP), polietileno de alta densidade (PEAD) ou tereftalato de polietileno (PET).
O sabonete, tão comum nos lares, age para retirar as sujeiras corporais e eliminar micro-organismos presentes no corpo humano. Ele é produzido com lauril éter sulfato de sódio, coco amido propil betaína, carbonato de cálcio precipitado, glicerina, ácido etilenodiamino tetracético (EDTA), fragrâncias e corantes. Em muitos sabonetes, são acrescentados óleos vegetais para estimular a hidratação da pele. Há, ainda, sabonetes produzidos para fins específicos, como os bactericidas, os infantis e os de uso íntimo, todos desenvolvidos com a importante contribuição da indústria química.
O shampoo e os condicionadores também são produtos de origem química. Na formulação dos shampoos entram a dietanolamida de ácidos graxos, lauril éter sulfato de sódio, ésteres de ácidos graxos, ácido etilenodiamino tetracético (EDTA), álcoois graxos etoxilados, coco amido propil betaína, sais quaternário de amônio, monolaurato de sorbitan, amphoacetato, betaínas, fragrâncias e corantes. Condicionadores são produzidos com sais quaternário de amônio, ésteres de ácidos graxos, betaínas, amphoacetato, álcoois graxos, ácido cítrico, ácido etilenodiamino tetracético (EDTA), fragrâncias e corantes.
Enquanto você escova os dentes com lauril sulfato de sódio, monofluorfosfato de sódio, sorbitol, carbonato de cálcio precipitado, glicerina, sacarina, benzoato de sódio, aromatizantes e corantes, usados na formulação dos cremes dentais, pense em como a Química é importante na higiene pessoal. Sorria. Você merece.